A pàgina primeiro (http://www.antis.se/quim_1.html)!


Umbanda e Quimbanda na mata segrada / Colecione postais ilustrados! /
© Kim Mällberg 1993 e 2002 / http://www.antis.se/quim_4.html

 

Symbolo do Kim

 

   

Umbanda e Quimbanda na mata segrada
(© Kim Mällberg 1977, 1993 e 2002).

 

A areia quente escorria entre meus dedos dos pés quando eu andava pela praia. Ao chegar perto do rio eu pensei no meu achado de um dia dêsses atrás. Uma boneca, cheia de alfinetes em uma entrada da floresta. Isto foi outra coisa à mais do que as filas de velas, que eu frequentemente via na floresta, oferecidos aos santos da floresta de diferentes dignidades. Umbandistas, são os membros da religião inoficiosa umbanda no Brasil, praticam tanta a magia branca com a negra. Durante meus passeios nas "mata sagrada" ao lado do Rio Doce (1976-77) vejo frequentemente rastos das atividades dêles.

Jurema na Mata Segrada 1977

Jurema na Mata Segrada 1977

 

Cabocla na mata.

Cabocla na mata.

 

   

Quando eu caminha na parte raza do leito do rio a água me chegava até os sovacaos. A máquina fotográfica eu segurava em cima da cabeça. De alguma forma eu sentia que ia passar por algo fora do normal. Como de costume segui a praia ao norte do rio até a floresta. Eu estava com os sapatos de praia quando eu andava na areia na região do mangue. Quando eu alcancei a entrada da floresta ao lado daquela enorme árvore tropical com o retrato do padre Cicero pintado no seu frente, eu escutei os tambores de dentro da floresta. Padre Cicero de Juazeiro, a cidade que depois da morte do padre Cicero Romão Batista no dia 20 de julho de 1934 se transformou em lugar santo para muitos brasileiros, altamente apreciado por católicos e umbandistas. Êle é especialmente popular no nordeste do Brasil. Nos mercados e lojas se pode comprar pequenas esculturas dêle feitas em madeira ou gêsso. O retrato na árvore já estava rebentado de tiros. O dono do bosque atirou nêle com raiva uma vez quando tinha brigado com os umbandistas que invadiam a área dêle.

 Umbandistas na mata segrada.

Umbandistas na mata segrada
perto del rio de Rio Doce,
norte de Olinda-PE.

 Quanto mais eu entrava na floresta mais altoeu ouvia os tambores. Êles estavam com certeza na entrada da encruzilhada do floresta. O vapor subia das árvores e plantas. Uma enorme borboleta tropical voava entre as árvores. As folhas grandes da trepadeira, Imbé quando os raios do sol entravam através da cobertura florestal.

 

Rio Doce 1977.

Rio Doce 1977.

 

Eu não me decido se vou mais próximo. Enquanto eu penso nisso já alcancei até a abertura da floresta. Um grupo de pessoas com roupas brancas e outras de vermelho estavam espalhadas lá. Eu tomei corajem, me aproximo de um rapaz e rergunto pelo pai de santo. Alguns me olham com curiosidade quando eu devagar me aproximo de um homem, raro, de cabelos compridros tôdo de branco com sapatos de sola alta que está discutindo algo com os tocadores de tambor.

Vela de mata

As reuniõs de umbanda são muitos coloridas e eu gostaria de fotografar. Recebo permissão e em pouco tempo estou totalmente ocopado. Todos dançam, até eu. A Música é contagiante e alguns caem em transe. Sacrificam um galo e deixam o sangue dêle correr pelo pescoço dentro de uma tigela. Ao lado estão aceses uma vela preta e outra vermelha. Estão buscando contacto com Exu. Exu Pomba Gira é a deusa do amor sexual, à quem se busca quando a gente está com problemas de amor ou algo relacionado. Ela é muito popular igualmente à do amor espiritual Iemanjá, a deusa do mar. Algumas mulheres estão vestidas de vermelho como Pomba Gira, mas nenhuma se encontra agora com o espírito dela. Mas acontece outra coisa.

 

 Iemanjá, a deusa do mar.

Iemanjá, a deusa do mar.

 

 Pitú no mata, aguardente de cana.

Pitú no mata, aguardente de cana.

   

Enquanto a dança continua eu troco o filme. Os tambores batucam. Uma mulher, de roupas brancas, cheia de colares entra em transe e "Recebe o santo" de Malungenho da Mata, um espirito da floresta brincalhão que faz o que êle quer. Um velho de cabelos brancos me explica o que acontece e me informa, que ninguém ainda conseguiu fotografar êsse espírito. Ninguém me impede então eu sigo fotografando.

Rosto.

Daqui à pouco fazem uma pausa na festa. Eu começo a pensar no filme da minha máquina fotogáfica. Provàvelmente tirei mais de 36 fotos! Colocam a comida em panelas de aluminio na fogueira. Cozinham o galo, assim como, arroz mistura com mel. Arroz com mel é a comida de santo que dizem ser a preferida de Jesus (Oxalá). Agora todos devem comer para que os espíritos e Deuses não fiquem com raiva. O arroz é bem gostoso. Da outra comida não participo porque sou vegetariano.

Pausa na festa.

 

Pausa na festa.

   

Enquanto comemos escuto algumas mulheres discutirem diferentes formas de mataren nenéns indesejáveis. A forma mais comum talvez seja deixar êles se desidratarem de diferentes geitos. Dar ás crianças pouca água ou dar água suja prá que êles não consigam sustentar a comida. Fico Sêco na garganta e não consigo engolir. Por sorte essa discussão é só de nivel teórico, mesmo que na realidade muitos pobres não podem sustentar seus filhos. Mesmo que a maioria dos nenéns porque os pais não saben como cuidar ihes. A alimentação é insuficiente, a água como se disse contaminada, etc. Alguhns dos presentes, entre êles uma mocinha, vão ser batizados no rio. Eu sigo fotografando, mas comecei a ficar realmente desconfiado. O filme nunca termina. Por isso enrolei de volta o filme e coloquei um novo.

Exu na literatura cordel.

Exu na literatura cordel.

Seja o que for com aquele espírito que não se deixa fotografar; o fato é que uma semana depois quando fui buscar as fotografias na loja fotográfica no Recife o filme estava todo vazio.

Eu (Kim) no espelho, Recife-PE 1977.


Eu (Kim) no espelho,
Recife-PE 1977.



 Pai Lao, Gunnie e Gunnar.

Pai Lao como Zé Pilintra e
meus pais Gunnie e Gunnar
Mällberg, Olinda-PE 1976.



Colecione Postais! (© Kim Mällberg 1993 e 2002).

 

Há tempos (1987) criei e participei o "Clube de postais de Gotemburgo" (Göteborgs Vykortsklubb). Hoje o clube é o maior da Suécia com quase 500 membros. Eu fui mais ativo no inicio. Tive a idéia de Malmö (a terceiro cidade sueca) en Escânia, lá já tinha há anos uma organisação que só se chamava "O postal" (Vykortet). O colicionador de postais estão sempre dispostos a se encontrarem para trokar experiências e talvez sôbretudo negociarem postais uns com os outros. Aumentar sua própria coleção é uma força impulsiva.

Gotemburgo 1897.

Gotemburgo 1897.

 

Em uns dias durante no novo ano 1988 à 89 o Clube de Postais de Gotemburgo fez uma exposição maior na Exposição de Correios. Como introdução para a exposição eu escrevi um sonho que tive depois de ficar uma noite inteira acordado organizando meus postais. O problema era escolher quais postais fariam parte. O sonho nunca foi incluido na intrudução da exposição, mas aqui està:

Mil e um Postais.
(A pàgina quinto!)



Salve a amizade Brasil - Suécia!

E-mail:

 

Kim Mällberg - kimantis@yahoo.se

 

Símbolo de Kim

Copyright (c) 2002 by Kim Mällberg.



A pàgina quinto! ou A pàgina primeiro!


Kim / Português (1)
(2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9)
@
Kim










Kims Länkar / en länksamling /